Absenteísmo no trabalho: Como calcular

O absenteísmo nas empresas ocorre quando um colaborador falta ou não cumpre toda a sua jornada de trabalho.
Entre as causas mais comuns, estão:
Saúde: atestados e afastamentos;
Transporte: ônibus e metrô;
Pessoais: motivação, falecimentos e outros.
Por sua vez, essas ausências podem ser justificadas ou não.
Por exemplo, quando o colaborador informa o motivo da ausência ou apresenta um atestado médico – essas são consideradas ausências justificadas.
Contudo, vale lembrar: o absenteísmo não é um problema apenas do colaborador, ou seja, também pode ser resultado de:
Gestão: líderes despreparados e autoritários;
Cultura: não inclusiva, colaborativa e saudável;
Para calcular o absenteísmo basta dividir a quantidade de horas líquidas trabalhadas pelos colaboradores pela soma das ausências no período.
Por exemplo, suponha que as horas líquidas do mês de novembro foram 72h e a soma da ausência 3h, logo a taxa de absenteísmo é de 24%.
Ok, você deve estar se perguntando, mas como saber se o absenteísmo está alto?
Uma taxa abaixo de 2% para cargos operacionais é considerada boa, já para cargos administrativos, abaixo de 1,5%.